segunda-feira, 5 de agosto de 2013

PLANO PARA ASSASSINAR O PRESIDENTE DO MOVIMENTO DO PROTECTORADO LUNDA

 


O SINSE Serviço de Informação e Segurança do Estado, o SISM Serviço de Informação e Segurança Militar e o grupo Operativo Técnico Especializado de Inteligência da Casa Militar da Presidência da República de Angola, tem ordens superiores de raptar e assassinar o Presidente do Movimento do Protectorado da Lunda Tchokwe, Eng.º José Mateus Zecamutchima, de acordo com a fonte sob o anonimato parte dos integrantes da secreta que não compactua com as atrocidades do regime caduco e em decadência do ditador JES.
 
O regime distribuiu recentemente uma fotografia do Eng.º José Mateus Zecamutchima, em que o mesmo está de Chapéu e óculos escuros, aos agentes da secreta para o mais rápido reconhecimento.
 
Os agentes do SINSE e SISM estão andar com a fotografia do Eng. Zecamutchima, em diversos Bairros da capital com destaque na Maianga Kassequel Martil do kifangondo, Ingoboda, Samba, Morro Bento e Rocha Pinto. A mesma fotografia terá sido tirada na via pública pelos mesmos serviços, confirmando desta forma a anterior denuncia em que se explicava o controlo milimétrico dos membros do Movimento do Protectorado da Lunda Tchokwe por parte do regime do Presidente José Eduardo dos Santos.
 
A fonte disse que esta acção criminosa do regime Angolano tem a cumplicidade de alguns indivíduos identificados com o regime infiltrado no movimento da Autonomia como parte dos nacionalistas da causa Lunda Tchokwe.
 
De acordo com a mesma fonte, o rapto ou assassinato do Presidente do Movimento Lunda Tchokwe, é questão de tempo e da procura do melhor momento, porque todos os passos, localização e movimentações do Eng.º Zecamutchima já foram estudados. Também foi ensaiada a tentativa de assaltar a residência como acto praticado por ladrões que deverão matar os que encontrarem em casa sem piedade.
 
A mesma fonte disse também que corre perigo a família do Presidente do Movimento do Protectorado da Lunda Tchokwe, esposa e filhos. Este plano de assassinato é do conhecimento dos Órgãos superiores a todos os níveis do regime do Presidente José Eduardo dos Santos, concluiu o nosso denunciante.
 
Muitos opositores ao regime do Presidente José Eduardo dos Santos já foram assassinatos ao longo dos últimos 35 anos da Independência de Angola, a lista negra contém Políticos, Jornalistas, Músicos, Activistas e Empresários.
 
Esta denúncia aparece no momento em que o Eng.º José Mateus Zecamutchima, foi entrevistado pela VOZ DE AMERICA no programa “Angola Fala Só” transmitido todas as sexta-feira, no caso vertente dia 26 de Julho de 2013, onde o Eng.º Zecamutchima fez várias denúncias da situação reinante na Lunda e a reivindicação continuada da Autonomia.
 
Perante este facto o povo Lunda adverte a comunidade nacional e internacional que qualquer tentativa que põe em risco a vida deste filho Lunda é imputado ao Ditador JES e os seus Generais e todas as conseqüências para co m o povo Lunda será da inteira responsabilidade do mesmo.
 
Comissão do Manifesto Jurídico Sociológico do Protectorado da Lunda Tchokwe
 
 

Sem comentários: